Roteiro de Bares

De locais com mesas na calçada a outros que são quase clubes noturnos, para ursos, para jovens, para agradar ao paladar, cantar karaokê... os bares LGBT de São Paulo são tão múltiplos quanto as caras da cidade.

De segunda a domingo há opções para todos os gostos e bolsos, com ênfase na Consolação e na República, os dois bairros com maior concentração de bares arco-íris de São Paulo.

Igrejinha
Santos são referência nesse bar. Há telefones para os clientes se paquerarem e os estilos de som mudam de acordo com o dia da semana.
Rua Fernando de Albuquerque, 302, Consolação.
Segunda, 12h às 19h; terça a sábado, 12h às 2h; domingo, 18h à 0h.
R$ 10 quarta a sábado após 20h.
Lekitsch
Decoração que remete aos anos 1980 com som variado e deliciosos petiscos.
Praça Franklin Roosevelt, 142, Consolação.
Terça a sexta, 18h às 2h; sábado, 13h à 1h; dom., 13h à 0h.
Vermont Itaim (FECHADO)
DJs e shows de música brasileira com reunião de gays e lésbicas.
Rua Pedroso Alvarenga, 1.192, Itaim Bibi.
Quinta, 19h30 às 2h; sexta e sábado, 21h às 4h; domingo, 17h à 0h.
R$ 20 a R$ 25.
Misturebar
Lugar simples onde o forte são as cervejas de 600ml.
Rua da Consolação, 2.534, Jardins.
Terça a domingo, 20h às 2h.
Café Vermont
Horário flexível, bons pratos e shows todas as noites.
Avenida Doutor Vieira de Carvalho, 10, República.
Segunda a domingo, 6h às 2h.
R$ 10 após 18h.
Prainha do Arouche
A jukebox e a cerveja de garrafa dão o tom nos cinco bares que formam um calçadão no Largo do Arouche, entre os números 76 e 116.
Largo do Arouche, entre 76 e 116, República.
© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.