Diplomata gay condenado à morte, Roger Casement é tema de peça

Espetáculo, que estreia quarta 3 no Viga Espaço Cênico, relembra o legado do irlandês e sua luta pelos direitos humanos

Publicado em 31/03/2019
As Duas Mortes de Roger Casement: diplomata gay tem história contada em peça em São Paulo
Espetáculo mostra história de diplomata executado 100 anos atrás. Fotos: Leekyung Kim

A história de um diplomata condecorado em vida e depois condenado à morte é o tema de As Duas Mortes de Roger Casement que estreia na próxima quarta-feira 3 em São Paulo.

Curta o Guia Gay São Paulo no Facebook

A peça mescla documentário e musical e é contada em dois atos. No primeiro, conhecemos a luta do irlândes Roger Casement contra o abuso de negros e índios e suas estadias como cônsul no Brasil e na África. 

Considerado um dos precursores na defesa dos direitos humanos, Casement foi condecorado com o título de Sir pela Ordem do Império Britânico.

Já no segundo ato, o espetáculo foca nos "Diários Negros", escritos do diplomata que revelam sua homossexualidade e envolvimento com pedofilia.

Taiguara Nazareth vive um dos amantes do diplomata gay Roger Casement em espetáculo
Taiguara Nazareth vive alguns dos amantes do diplomata

Foram esses diários - que tiveram sua autenticidade contestada - que o levaram à morte. Ser gay naquela época era crime no Reino Unido e Casement foi executado aos 51 anos em 1916.

Escrita e dirigida por Domingos Nunez, a peça quer mostrar aos brasileiros o legado de Casement, além de popularizar e disseminar o teatro irlandês no País.

As Duas Mortes de Roger Casement fica em cartaz até 30 de maio às quartas e quintas-feiras no Viga Espaço Cênico. Mais informações você tem em nossa Agenda clicando aqui.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.