465 anos de São Paulo: 5 LGBT falam de lugares marcantes

Lembranças dessas personalidades evidenciam o mosaico que forma a maior cidade do Brasil

Publicado em 25/01/2019

A cidade intensa! A maior do Brasil! Uma megalópole de destaque mundial! São Paulo é tudo isso! 

Curta o Guia Gay São Paulo no Facebook

Esse gigantismo é tão real quanto os pequenos pedaços e as histórias pessoais, íntimas, que cotidianamente, constroem a capital paulista. 

E tem - claro - muito arco-íris nesse mosaico! Como forma de lembrar os 465 anos da capital, comemorados neste 25 de janeiro, o Guia Gay São Paulo convidou 5 personalidades LGBT para falar sobre locais que marcaram suas vidas. 

Tem balada, tem comida, tem contemplação, tem arte e símbolo da diversidade. 

 

Thalia Bombinha, famosa drag queen de São PauloThalia Bombinha, drag queen
"Um lugar que me marcou muito foi o Mercado Municipal. Logo no começo da minha carreira, eu trabalhei lá, como repórter do Programa do Ratinho, foi um dos meus primeiros trabalhos. E desde a minha infância, eu ia lá pequenininho com meu pai, e achava que aquilo incrível, achava que era um castelo, o castelo das comidinhas. De repente, depois, mais velho eu voltei pra lá, fazendo reportagem, nas barracas, brincando com o povo, com o pessoal do carreto. É um lugar de São Paulo que eu adoro ir, e tem coisinhas delícias para comer."

mercado municipal

bruna svetlicBruna Svetlic, coordenadora de Políticas LGBTI da Prefeitura de São Paulo

"A Avenida Paulista sempre foi um lugar que me marcou muito. Quando eu era criança meu pai vinha trabalhar em São Paulo (morávamos na Grande São Paulo), me levava com ele, e sempre passava por esta avenida. Eu a achava incrível, enorme, meio indecifrável. Conforme fui crescendo, esta curiosidade foi aumentando, porque fui me descobrindo lésbica e sempre via na Avenida Paulista uma possibilidade de ser, de existir como eu era, de uma maneira que eu nunca havia testemunhado em outro lugar. Foi lá, inclusive, a minha primeira participação na Parada do Orgulho LGBT, em 2005, e me marcou tremendamente. Foi uma experiência que mexeu comigo e me deu segurança pra me assumir anos depois."

avenida paulista lgbt

ricardo sales diversidade consultorRicardo Sales, consultor de diversidade e pesquisador da ECA/USP

"SoGo era uma balada LGBT no meio dos Jardins e marcou o início da minha vida adulta. Eu ia todo sábado e ficava até o metrô abrir."

sogo gay boate

paulo pringlesPaulo Pringles, DJ 

"São Paulo é uma cidade tão grande, cheia de coisas, tão linda para se ver. Vários lugares me marcaram durante toda a minha vida, mas acho que um dos lugares que mais me marcou, que lembro a primeira vez que eu olhei e fiquei fascinado foi quando fui na Praça do Por-do-Sol. Fui com a minha mãe e com meu tio, e a gente ficou esperando o por do sol, sentadinho ali, no morrinho.Coisa mais linda de se ver. É marcante. Quem for vir para São Paulo ou quem for de São Paulo e quiser conhecer, apreciar, vale super a pena."

praça do por do sol

 

petra peron travestiRenata Peron, ativista e cantora 

"Um dos lugares da cidade que me marca positivamente é a Praça Franklin Roosevelt. Lá, acontece todos os anos a Satyrianas, um festival de teatro espetacular realizado pelo pessoal dos Satyros."

praça roosevelt

 


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.