ELEIÇÕES 2020
Informações para você e a comunidade LGBT votarem de forma consciente

Pelo menos 88 LGBT tiveram vitórias nas eleições 2020. Veja lista

De direita, esquerda, centro, nas capitais, no interior, de Norte a Sul. Teve onda arco-íris nas urnas

Publicado em 16/11/2020
duda salabert erika hilton vivi belém gabriel azevedo
Monica Benício, Filipa Brunelli, Erika Hilton, Marcelo Yoshida, Duda Salabert, Gabriel, Carla Ayres e Vivi Reis: vitória

Uma onda arco-íris coloriu a política brasileira como nunca antes! Ao menos 86 pessoas LGBT eleitas para câmaras municipais de Norte a Sul, de Leste a Oeste no país. Dois gays tornaram-se prefeitos.

Curta o Guia Gay São Paulo no Facebook

Dentre os destaques estão Belo Horizonte, onde um bissexual foi reeleito, duas bissexuais ganharam vaga e uma trans, Duda Salabert (PDT), foi a pesssoa que mais recebeu votos na história da cidade. 

Em São Paulo, mais recorde. Nunca o Poder Legislativo teve tanta diversidade de orientação sexual e de identidade de gênero. Um gay, o conservador Fernando Holiday (Patriota) obteve novo mandado; uma trans, Erika Hilton (Psol), foi a mulher mais votada; e o filho da cantora Gretchen, Thammy Miranda (PL), será o primeiro homem trans vereador da capital paulista. Há ainda uma mulher bissexual vitoriosa. 

No Rio de Janeiro, a viúva da ex-vereadora Marielle Franco, Monica Benício (Psol), conquistou mandato. 

Há diversidade dentro da diversidade. Na lista de LGBT com vitória há integrantes de partidos de direita, centro e esquerda, no interior e nas capitais. 

Veja lista, que teve como base pesquisa de nossa reportagem em levantamentos da Aliança Nacional LGBTI+ e da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra). 

Aqui não são consideradas pessoas covereadoras que não sejam as que estão registradas na Justiça Eleitoral. Legalmente, existe apenas candidatura de um indivíduo. Todos deveres e direitos do mandato são dadas somente a ele.

A atualização da lista será contínua nos próximos dias. 

Bahia
Poções: Larissa Laranjeiras - PCdoB - lésbica.

Salvador: Laina Crisóstomo - Psol - lésbica.

Santa Terezinha: Danilo Santana - Psol.- gay.

Espírito Santo
Rio Novo do Sul: Lari Camponesa - Republicanos - mulher trans.

Goiás
Jataí: Carlinhos Canzi - Cidadania - gay

Maranhão
São Luís - Jhonatan Soares - PT - gay.

Mato Grosso
Várzea Grande: Ícaro Reveles - PDT - gay

Mato Grosso do Sul
Campo Grande: Valdir Gomes - PSD - gay

Minas Gerais
Andrelândia: Natalino Martins - PV - gay.

Barbacena: Thiago Martins - PV - gay

Belo Horizonte: Duda Salabert - PDT - transIza Lorença - Psol - bissexualBella Gonçalves - Psol - lésbica e Gabriel - Patriota - bissexual.

Bom Repouso: Paulette Blue  - PSDB - trans.

Jequitinhonha: Natan Cardoso -  PT - gay.

Juiz de Fora: Tallia Sobral - Psol - lésbica

Montes Claros: Ceci Protetora - PP- lésbica.

Nova Lima: Juliana Sales - Cidadania - bissexual

Pompéu: Titia Chiba - PSB - trans

Raul Soares: César da Bicuíba - PV - gay

Santa Rita de Jacutinga: Alessa Boby/Ricardo Boby - PSDB - gay.

Serra do Salitre: Flávia Araújo - Avante - lésbica.

Uberlândia: Gilvan Masferrer - DC - trans e Amanda Gondim - PDT - lésbica.

Viçosa: Daniel Cabral - PCdoB - bissexual

Pará
Belém: Bia Caminha - Psol - bissexual e Vivi Reis - Psol - bissexual

Eldorado dos Carajás: Paulinha da Saúde - MDB - trans. 

Santarém: Biga Kalahri - PT - gay

Paraíba
Sapé: Davyd Matias - Podemos - gay.

Paraná
Guarapuava: Bruna Spitzner - Podemos - bissexual.

Lapa - Brenda Ferrari - PV - trans.

Londrina: Jessicão - Progressistas - lésbica.

Mariluz: Marquinhos da Eletromóveis - PTB - gay e Paulinho Alves (prefeito) - PSL - gay.

Pernambuco
Olinda: Vinicius Castello - PT - gay

Rio de Janeiro 
Niterói: Benny Briolly - Psol - trans e Veronica Lima - PT - lésbica.

Natividade: Kará Marcio - PDT - trans.

Quatis: William Carvalho - DEM - gay. 

Rio de Janeiro: Monica Benício - PSol - lésbica e Tainá de Paula - PT - bissexual.

Rio Grande do Norte
Carnaúba do Dantas: Thabatta Pimenta - Pros - trans

Natal: Brisa Bracchi - PT - bissexual e Felipe Alves - PDT

Rio Grande do Sul 
Caçapava do Sul: Mirella Biacchi - PDT - lésbica.

Entre Ijuís: Yasmim Prestes - MDB - trans.

Porto Alegre: Daiana Santos - PCdoB - lésbica

Rio Grande: Regininha - PT - trans.

Santa Maria do Bocca do Monte: Luci Beatriz Duartes - PDT - lésbica

São Borja: Lins Roballo - PT - trans.

Santa Catarina
Blumenau: Bruno Cunha - Cidadania - gay.

Florianópolis: Carla Ayres - PT - lésbica.

Pomerode: Cleide Kamchen - Podemos

Videira: Jana Guedes - PDT - lésbica.

São Paulo
Aguaí: Fernando Junqueira - PSD - gay e Henrique Pozer - MDB - gay

Araçatuba: Regininha Lourenço - Avante - trans.

Araraquara: Filipa Brunelli - PT - trans

Bariri: Myrella Soares - Democratas - trans.

Batatais: Anabella Pavão - Psol - trans.

Buritama: Weslley Rodrigues - PSDB.

Campinas: Paolla Miguel - PT - lésbica.

Guarulhos: Fernanda Curti - PT - lésbica.

Iracemápolis: Vitor Michel - PL - gay

Lençóis Paulista - Isadora Ribeiro - PDT

Limeira: Isabelly Carvalho - PT - trans.

Lins: Ailton Gomes - PSDB - gay

Mairinque - Emily Idalgo - PT - bissexual.

Mauá: Márcio Araújo - PSD - gay

Mineiros de Tietê: Rihana - PSL - trans. 

Patrocínio Paulista: Dandara Ferreira - MDB - trans.

Piraju: Fernanda Carrara - PTB - trans.

Pontal: Lorim da Valéria - PDT - trans.

Ribeirão Preto: Duda Hidalgo - PT - lésbica.

Rincão: Neto Negri - PT - gay.

Santa Cruz do Rio Pardo: Diego da Saúde (prefeito) - PSD - gay

São Joaquim da Barra: Tieta Tinti - MDB - trans.

São Paulo: Fernando Holiday - Patriota - gayThammy Miranda - PL - homem transErika Hilton - Psol - trans e Luana Alves - Psol - bissexual.

Salesópolis: Rebecca Barbosa - PDT - trans.

Taubaté: Douglas Carbonne - DEM 

Valinhos: Professor Marcelo Yoshida - PT - gay

Vinhedo: Nayla de Souza - PDT - lésbica.

Sergipe
Aracaju: Linda Brasil - Psol - trans.

Estância - Kaique Freire - PV - gay


Parceiros:Lisbon Gay Circuit Porto Gay Circuit
© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.