Música, teatro e cinema: Festival Transborda celebra cultura sem gênero

Evento ocupará o Top Teatro, na Bela Vista, por um mês a partir de 3 de agosto

Publicado em 31/07/2016
Grupo #NãoRecomendados se apresenta no Festival Transborda de Cultura sem Gênero, no Top Teatro, em São Paulo
Grupo #NãoRecomendados é atração do evento. Foto: André Rawk

A partir de 3 de agosto e até 1º de setembro, o Top Teatro, na Bela Vista, recebe a primeira edição do Festival Transborda de Cultura sem Gênero.

Curta o Guia Gay São Paulo no Facebook

Música, teatro, exposição, cinema e debates integram o evento baseado na pluralidade de gêneros e sexualidades. 

Com shows intimistas, novos nomes da MPB farão apresentações. Oportunidade para conhecer os trabalhos de gente talentosa, como Léo Fressato, Rafael Vidalles, Ana LarousseFelipe de Vas e o grupo #NãoRecomendados.

O casamento entre pessoas do mesmo sexo é o tema de duas obras nacionais bastante elogiadas: o curta-metragem Aceito, de Felipe Cabral, e o documentário Vestidas de Noiva, da Gasolina Filmes, que poderão ser vistos juntos na mesma sessão.

Junto às leituras dramatizadas das peças Tem Alguém que Nos Odeia e Ela x Ele na Cidade sem Fim, haverá debates. Também existirá bate-papo após a sessão de Comum de Dois, que volta para mais duas apresentações após temporadas de sucesso na mesma sala e que trata de homofobia e amor na década de 1920 no Recife.

Outro espetáculo que retorna aos palcos é Só... Entre Nós, de Joca Andreazza, que cumprirá temporada de quatro semanas, além de uma estreia, Menina Bruno. A peça trata de uma garota que sofre bullying durante toda a infância e a adolescência no agreste pernambucano e vê sua vida ganhar sentido quando foge para São Paulo. Por todo o festival, obras do artista plástico Antonio Miranda poderão ser conferidas nos cenários dos shows. 

A ideia do evento partiu de Rhommel Bezerra e Fernando Dantas, sócios da Fora da Chuva Produções. Eles também integram o elenco do Grupo Itinerante de Teatro, responsáveis por Comum de Dois e Menina Bruno.

Rhommel Bezerra, da Fora da Chuva Produções e Grupo Itinerante de Teatro, produtor do Festival Transborda, evento LGBT em São Paulo
Rhommel Bezerra, um dos produtores do festival

"Como estou em cartaz há seis anos com uma peça que retrata o início da homofobia no país [Comum de Dois], discutimos muito sobre esse tema ao longo das temporadas e cidades que meu grupo de teatro passou", explica Bezerra ao Guia Gay São Paulo. "Mas há ainda questões relacionadas ao corpo e à sexualidade que precisam ser contempladas, a fim de que se trate de um panorama mais abrangente do tema."

Sobre como foi selecionada a programação, o ator e produtor conta que chamou amigos e artistas que quebram a regra de gênero. "Foram muitas indicações e a produtora continua recebendo propostas mesmo depois da agenda [do festival] já fechada. Única surpresa pra mim foi o cantor Felipe De Vas, pois é de Maceió, assim como eu. Descobri o CD dele bem por acaso, mexendo no Spotify. Ele foi o primeiro a fechar conosco e a ficar empolgado com o projeto."

Bezerra pretende que o Transborda se torne anual e celebra o teatro da Bela Vista pelo apoio e inclusão à diversidade. "O Top Teatro tem sido a nossa casa, pela parceria e abertura para que possamos falar sobre qualquer tema. Isso é importante porque já ouvi de um dono de teatro no Rio: 'No meu teatro eu não coloco peça gay".

Os valores dos eventos variam de gratuito a R$ 60. Para mais informações sobre ingressos, dias e horários, basta clicar nos nomes das atrações ou buscá-las em nossa Agenda.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.