Governo pede que americanos parem de lavar e reutilizar camisinhas

Procedimento não mata todos os vírus e bactérias e facilita rompimento do preservativo

Publicado em 02/08/2018

Camisinhas não devem ser lavadas e reutilizadas, alertam médicos americanos

Parece esdrúxulo e nojento, mas é uma realidade: há pessoas que lavam e reutilizam camisinhas.

Curta o Guia Gay São Paulo no Facebook

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos emitiu alerta pedindo que a população deixe de lado este hábito.

"Estamos falando porque as pessoas fazem isso: não lavem nem reusem camisinhas. Use uma nova a cada ato sexual", publicou a agência, ligada ao Departamento de Saúde e Serviços Humanos do governo,  em sua conta no Twitter.

O CDC também divulgou um link para uma página com informações sobre como usar preservativos masculinos e femininos e sua eficácia na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis.

Segundo a BBC, um estudo publicado em 2012 identificou erros em relação ao uso da camisinha e entre 1,4% e 3,3% dos entrevistados disseram já terem reutilizado os preservativos.

Aviso: lavá-la com sabão não mata todas as bactérias e vírus que possam estar ali e reutilizá-la aumenta as chances dela ser rompida.


© Todos direitos reservados à Guiya Editora. Vedada a reprodução e/ou publicação parcial ou integral do conteúdo de qualquer área do site sem autorização.